Crítica | Prometheus

Filme mostra o porquê Ridley Scott pode ser considerado o mestre da Ficção Científica...


Título: Prometheus
Lançamento: 15 de junho de 2012.
Gênero: Ficção Científica, Terror.
Elenco: Noomi Rapace, Michael Fassbender, Charlize Theron, Logan Marshall-Green, Idris Elba e Guy Pearce.
Direção: Ridley Scott.
Nota: 3,5/5

Há 33 anos atrás, um dos filmes mais comentados da época acabava de ser lançado. Alien - O Oitavo Passageiro se tornou uma febre mundial e é um dos mais aclamados filmes de ficção científica, até hoje. Dirigido por Ridley Scott, o filme mostrava uma equipe de cientistas que viajam para uma outro planeta em busca de minério. Mas, tudo não ocorreu bem e eles se deparam com uma espécie diferente de seres: os Aliens. Scott recebeu várias críticas positivas e até um Oscar de Melhores Efeitos Visuais. Não era pra tanto, os visuais do filme eram o que chamavam a atenção. Tudo muito bem feito com texturas incríveis. E não foi diferente no seu mais novo filme de ficção científica, Prometheus.

No filme, estamos em 2089, quando os arqueólogos Elizabeth Shaw (Noomi Rapace) e Charlie Holloway (Logan Marshall-Green) descobrem um mapa estelar entre várias culturas humanas antigas desconexas uma das outras. Eles interpretam isso como um convite de precursores da humanidade, ou os chamados "Engenheiros". Peter Weyland, o CEO de Weyland Corporation (também presente nos filmes do Alien), patrocina uma expedição científica com a nave Prometheus seguindo o mapa para a lua distante LV-223. A tripulação do nave viaja em sono criogênico enquanto um androide, David (Michael Fassbender), monitora a viagem e estuda lingüística e culturas humanas.

A equipe chega ao LV-223 em 2093, onde acordam do sono e começam a conhecer o local, ao comando de Meredith Vickers (Charlize Theron). A equipe entra em um túnel, que parece ter sido construído pelas mãos de alguém. E havia sido... Tudo dá errado e eles finalmente, descobrem que tipo de vida estava naquele lugar. 
Com várias referências para Alien, Ridley nos proporciona uma viagem bacana para o local habitado pelos nossos possíveis "criadores". Como já era de se esperar, os efeitos estão magníficos e cenários cheios de texturas e detalhes. Tudo muito bem pensado e calculado para que nada fosse "irreal". Um primoroso trabalho de um dos maiores diretores da Ficção Científica.

A história até que é interessante, mas se você vai ao cinema esperando ver alguma explicação sobre as origens, você está enganado. No filme, a gente chega ao LV-223, descobre a vida de outros seres (que podem ter sido os criadores da humanidade), passa apuros com algumas criaturas estranhas, que só Ridley Scott poderia inventar, e vai embora sem saber o porquê de tudo isso.

Esses detalhes que não foram explicados ainda, podem ter deixado uma brecha para um segundo filme, onde o diretor promete explicar as origens de tudo aquilo que ficou no ar, em Prometheus.
As atuações estão primorosas. Noomi Rapace passa uma grande verdade ao se ver nos terrores desse planeta desconhecido, mas foi Michael Fassbender que roubou a cena e merece ser citado. Ele interpreta o androide David tão bem, que a gente passa a acreditar que ele seja, mesmo, um robô. Apesar disso, a grande elogiada Charlize Theron está em uma de suas piores atuações. Sem expressão e totalmente "sem vontade" de atuar, não ganha destaque (até por que ela não tem um papel tão importante assim).

Não podemos deixar de falar sobre os efeitos tridimensionais... Os efeitos especiais de Prometheus são maravilhosos e, por isso, o 3D não poderia ter ficado ruim. Apesar disso, ele não acrescente nada na produção e o filme pode, muito bem, ser visto em 2D, pois vale à pena pelos efeitos e não pela tecnologia que só acrescentou um pouco de profundidade.

Com um enredo previsível, mas interessante, o suspense de Prometheus nos prende e nos faz viajar à um mundo visualmente bonito, com personagens cativantes e tudo aquilo que os fãs de ficção científica adoram: Um bom filme de pesquisas com um suspense básico. O grande problema aconteceu pelo fato do público ter esperado as origens do Alien, assim acrescentando muita expectativa, onde o diretor nunca disse para criarmos. Assista com a mente aberta e esqueça o Alien. O filme é uma experiência visual excelente e a mistura dos cenários, trilha sonora, fotografia e atuações, faz desse um dos melhores filmes dos gênero.
Ridley Scott nunca deveria ter feito outro filme, se não do gênero da ficção científica.

Dica: Assista em IMAX.


Pausa para o Spoiler: Acreditamos que a origem da humanidade por ter sido por um acidente e, por causa disso, os "Engenheiros" estavam vindo à Terra para nos destruir. Mas o que os impediu? Isso só será explicado em um próximo filme.
Próxima
« Anterior
Anterior
Próximo »

2 comentários

Click here for comentários
28 de junho de 2012 03:53 ×

obrigado por entregar o filme inteiro, até o fim: IDIOTAS!!!!!!!

Reply
avatar
22 de agosto de 2012 10:03 ×

3D pra mimm é PROFUNDIDADE ,  parece que a maioria ainda acha que 3D é coisas saindo da tela .

Nada a ver essa de " O 3D não acrescenta nada À trama " , 3D é fotografia , não tem nada  a ver com roteiro , Prometheus tem uma das melhores fotografias em 3D já feitas até o momento , assisitam em 3D que é outra coisa e vale muito a pena .

Reply
avatar

POLÍTICA DE COMENTÁRIOS: O Cine 3D é um espaço público e coletivo. Todos os comentários e opiniões são muito bem vindos, mas para que tenhamos um ambiente agradável, precisamos respeitar os princípios básicos da boa convivência. Quaisquer comentários ofensivos, que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP, invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa, ou que não estejam de acordo com os assuntos tratados no site, serão excluídos e o autor dos mesmos estará sujeito a banimento. Caso você veja algum comentário ofensivo, que você acha que precisa ser eliminado, por favor, sinalize-o para os moderadores do site. Desde já agradecemos a sua colaboração! ConversionConversion EmoticonEmoticon